Onde estamos:

    • Rua: Alferes João José, 350 - Jardim Chapadão

    • Cep: 13070-188 - Campinas - São Paulo - Brasil

    • Fones: (19) 3233 2224 (pabx) fax (19) 3232 6935

    • E-mail: vendas@recommetalduro.com.br

Você está em: Home > O que e metal duro
Introdução

Estamos rodeados por muitos produtos metálicos em nosso dia-a-dia. Você sabe como esses produtos são fabricados? Há muitas maneiras de usinar metais, mas o método mais utilizado é o corte. Aqui vamos aprender sobre ferramentas de corte e processos de corte. O que queremos dizer com "ferramentas de corte"?

Primeiro, vejamos alguns exemplos de ferramentas de corte presentes em nosso dia-a-dia. Facas e raladores na cozinha, tesouras e apontadores nos escritórios e serrotes e plainas na garagem são ferramentas de corte.

Estas ferramentas de corte possuem uma característica comum que é a de mudar o formato de coisas pelo corte e/ou pela produção de cavacos.

Como você viu até agora, ferramentas de corte são ferramentas que cortam coisas para que adquiram um formato desejado. Ferramentas de corte em nosso dia-a-dia cortam frutas, vegetais e madeira, mas as ferramentas de corte produzidas pela Mitsubishi Materiais cortam materiais mais duros, como aço.

Agora, vejamos as ferramentas de corte para usinar aço, o principal material industrial no mundo.

Processo de Fabricação de Ferramentas de Metal Duro

Vamos ver o processo de fabricação de metal duro. Primeiro, misture carboneto de tungstênio com cobalto para chegar ao põ que é classificado como matéria-prima.

A mistura granulada é colocada num molde côncavo e é prensada. Isso fornece uma consistência moderada como a do giz.

Depois, o compacto prensado é colocado num forno de sinterização e é aquecido a uma temperatura de aproximadamente 1400ºC, resultando no metal duro. Depois de sinterizado, o volume diminui consideravelmente.


Além disso, a dureza do metal duro está entre a dureza do diamante e da safira e o seu peso é aproximadamente duas vezes o aço. Então, como cortamos esse metal tão duro?

O que é Usinagem?

A figura à direita mostra a condição de uma aresta de corte durante a usinagem. A aresta de corte corta o material e produz cavacos. A temperatura na ponta da aresta de corte chega a 800ºC devido ao impacto e à fricção. As classes de metal duro que suportam essas altas temperaturas são mais bem sucedidas. O metal duro moldado em diferentes formas mais conhecido é o inserto indexável. Insertos indexáveis são utilizados em formas variadas de suportes e são selecionados de acordo com o formato do material a ser usinado e o método de usinagem.

1. Torneamento

Suporte externo e barra de mandrilar interna fabrica peças de formato arredondado. Os processos que utilizam suporte externo e barra de mandrilar são chamados de torneamento, e sua principal característica é que o material usinado gira. A máquina utilizada para torneamento é chamada de torno.

2. Fresamento

A ferramenta na foto à direita é uma fresa. As fresas podem ser divididas em dois tipos: uma é a fresa de facear que usina a superfície do material e a outra é a fresa de topo que realiza usinagem de perfis e canais a 90º. Os métodos de usinagem que utilizam fresas de facear e fresas de topo são chamados de operações de fresamento e a principal característica é que a ferramenta gira. A máquina utilizada para fresamento é chamada de fresadora.

3. Furação

A foto à direita é uma ferramenta que produz furos circulares em materiais e é chamada de broca. Brocas de insertos indexáveis e soldadas, produzem furos relativamente maiores e as brocas inteiriças produzem furos menores. A principal característica da furação é que pode ser utilizada tanto em máquinas para fresamento como para torneamento.

Sumário

Como vimos, os métodos de usinagem são três principais: torneamento, fresamento e furação. Ao escolher uma determinada ferramenta conforme a aplicação, os metais duros podem ser usinados eficientemente.

Atualmente, as ferramentas de metal duro se tornaram o principal motivo para o aumento da produtividade enquanto pesquisas desenvolvem constantemente novos produtos para usinagens mais rápidas e mais precisas, o que reduz os custos de fabricação.

Fonte: MITSUBISHI MATERIALS